Blog

Sala de lubrificação: o que é? Quais são os principais benefícios?

Sala de lubrificação: o que é? Quais são os principais benefícios?

Nós, da Filtroil, estamos sempre reforçando, aqui no blog, a importância dos cuidados com os lubrificantes industriais. Nesse sentido, um assunto de grande relevância é a sala de lubrificação. 

Com esse projeto, sua indústria consegue administrar melhor o uso dos lubrificantes necessários ao seu maquinário. A longo e médio prazo, a criação de uma sala de lubrificação, portanto, reduz custos e evita paradas desnecessárias nos seus equipamentos. 

Quer saber mais sobre o que são as salas de lubrificação? Como elas funcionam? Continue lendo que nós vamos responder a todas essas questões. 

LP: https://materiais.grupofiltroil.com.br/e-book-como-evitar-que-a-producao-da-sua-industria-pare 

O que é uma sala de lubrificação industrial? 

A sala de lubrificação é o primeiro passo para começar a garantir a confiabilidade de seu ativo. É por meio dela que os controles de estoque e, principalmente, manuseio e armazenamento do óleo serão realizados. 

Com uma sala de lubrificação, é possível administrar melhor os óleos utilizados dentro de uma planta industrial e garantir que eles estejam armazenados nas condições ideais, garantindo, assim, suas características fundamentais: limpo, seco e frio. 

É importante mencionar também que quando falamos no quesito de óleo novo, vale ressaltar que isso não garante que ele está limpo ou livre de contaminações. Nesse sentido, é importante que o óleo seja filtrado antes de realizar a transferência dele para a máquina, evitando assim garantir a classe ISO ideal para o determinado sistema. Através desse controle de contaminação, será possível aumentar a vida útil das máquinas, evitando paradas para manutenção, paradas não planejadas e gastos desnecessários.

Além disso, a sala de lubrificação precisa estar localizada de maneira a facilitar o acesso aos fluidos. O espaço deve ser amplo e contemplar características específicas, a fim de permitir o armazenamento de diferentes tipos de lubrificantes, sejam aqueles que estão em uso ou os que estão ainda fechados. 

A ideia, portanto, é que essa sala possa garantir o melhor uso e gerenciamento dos lubrificantes em uma indústria. Assim, o espaço se torna fundamental, principalmente em setores industriais com maior dependência de lubrificantes, como em mineradoras, transportadoras, concessionárias e produções agrícolas com uso de máquinas, apenas para darmos alguns exemplos.

Bom uso das salas de lubrificação 

O mais importante em uma sala de lubrificação é que ela seja adequada às necessidades de cada indústria. Tudo vai depender, portanto, das características do seu setor, quantidade e tipos de lubrificantes utilizados, frequência do uso, tamanho da planta industrial, dentre outros fatores. 

Para que haja o controle adequado dos lubrificantes, esse espaço precisa ser limpo e amplo. Além disso, deve contemplar procedimentos e documentações adequadas de cada um dos lubrificantes, como por exemplo o FISPQ.

A sala de lubrificação possui algumas práticas fundamentais para um armazenamento e controle de qualidade, sendo elas:

Identificação dos lubrificantes utilizados: 

Em plantas em que há uma grande quantidade de tipos de óleo, é importante facilitar a função do lubrificador, tornando a identificação de cada um deles mais visual. 

Dessa forma, por exemplo, um óleo ISO VG 46 se chamará agora “Azul”, tendo uma etiqueta dessa cor em seu tambor e em todos os equipamentos que utilizam aquele lubrificante. A ideia é que esse sistema seja utilizado com todos os lubrificantes utilizados, a fim de evitar qualquer tipo de contaminação cruzada. 

Metodologia FIFO ou PEPS: 

A ideia dessa metodologia é: “Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair” (PEPS) ou, no inglês, “First In, First Out” (FIFO). Esse formato de armazenamento funcionará de acordo com a quantidade de lubrificantes que você possui dentro da planta. 

Assim, cada tambor que chega vai para o “final da fila” e os que estavam ali antes são passados para frente, prontos para serem os próximos a serem utilizados. 

Ao organizá-los de forma adequada e estratégica para quem vai realizar o abastecimento, será possível garantir que se está usando sempre o lubrificante que chegou primeiro. Tal prática evita a degradação do óleo por tempo de armazenamento e garante o controle de sua validade.

Itens para controle dos procedimentos de lubrificação: 

Torna-se necessário, também, que haja uma lousa na sala de lubrificação contemplando: todos os procedimentos existentes, as identificações de cada um dos lubrificantes e relatórios de análise de óleo. Além disso, é preciso um painel classificado entre amostras com resultados críticos, alertas e aceitáveis e também, um desenho do projeto da planta para facilitar o acesso.

Cuidados para o armazenamento de graxa: 

Quando se trata de baldes de graxa, é necessário evitar abri-los e ter como auxílio o uso de um sistema automático de aplicação de graxa. Quando há a utilização de pistolas graxeiras, elas devem ser guardadas na horizontal em um armário fechado.  

Armazenamento de componentes para a amostragem de óleo: 

É necessário que haja um compartimento para que sejam guardados itens para amostragem de óleo, tais como bomba de coleta, frascos e mangueiras. Esses itens, se guardados de forma correta, influenciam diretamente no resultado da análise de óleo, evitando contaminação por partículas e garantindo assim confiabilidade nos resultados.

Restrição da entrada de funcionários:

A sala de lubrificação é a porta de entrada para garantir a confiabilidade de seus equipamentos, além de representar o ponto inicial de gestão completa de seus ativos.  Por se tratar de um ambiente controlado por procedimentos, muitos especialistas recomendam que o acesso à sala de lubrificação seja restrito. Isso garante que apenas pessoas com o devido treinamento realizem quaisquer procedimentos junto aos lubrificantes. 

Benefícios da sala de lubrificação

Agora, vamos falar mais sobre os benefícios da sala de lubrificação. Afinal, você deve estar se perguntando: devo construir uma sala dessas na minha indústria? Se o seu negócio tem uma grande demanda por lubrificantes, a resposta é sim. Pelos seguintes motivos: 

  • as salas de lubrificação garantem o armazenamento adequado, com menor risco de contaminação dos óleos industriais; 
  • como a gestão dos óleos utilizados fica facilitada, a existência da sala também pode otimizar o uso dos lubrificantes e reduzir custos com manutenção através desse controle;
  • todos os procedimentos de armazenamento se tornam padronizados, favorecendo o controle e garantindo assertividade no processo.  Em uma escala amplificada, o bom uso dos fluidos lubrificantes garante que os equipamentos funcionem corretamente, estendendo a sua vida útil por meio da preservação dos componentes e da garantia da funcionalidade através do monitoramento com  análises periódicas de óleo.

Se você tem interesse em melhorar a forma de  armazenamento dos seus  lubrificantes, vale lembrar que a Filtroil tem várias soluções para a gestão dos óleos industriais, como análise, filtragem e purificação, além da implantação de projetos de sala de lubrificação. Venha ver o nosso site para conhecer mais sobre nossa história e, claro, nossos serviços. 

Fontes: 

CAMPOS JUNIOR, Ademir de; SANTANNA, Gustavo de Castro. Proposta de boas práticas de armazenamento e manuseio de óleos lubrificantes. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Mecânica) – Curso de Engenharia Mecânica, Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba, 2017. Disponível em https://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/10564/1/CT_DAMEC_2017_2_45.pdf. Acesso em 13 maio 2022.

Fale com um Especialista

Tire todas as suas dúvidas falando com nossos especialistas, estamos preparados e prontos para falar com você.

Grupo Filtroil - 2022 © Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por WEBi