Blog

Fluído hidráulico: o que é e propriedades

Fluído hidráulico: o que é e propriedades

Dentro da atuação industrial, existem diferentes óleos que devem ser aplicados com o objetivo de garantir a melhor performance do maquinário, além de evitar que problemas aconteçam com o mesmo. Entre eles, podemos citar os fluídos lubrificantes e térmicos, assim como o assunto do texto de hoje: o fluído hidráulico.

Neste texto, a Filtroil fala tudo que você precisa saber sobre ele. Além de explicar o que ele é, vamos mostrar suas propriedades, para que serve e os diferentes tipos que podem ser adquiridos no mercado.

Saiba mais sobre o assunto!

Fluído hidráulico industrial: o que é? Para que serve?

O fluído hidráulico industrial é um dos tipos de óleos utilizados para retirar o melhor que os equipamentos — prensas, dobradeiras, injetoras, extrusoras, cilindros e muitos outros — com sistemas hidráulicos podem oferecer. Eles são utilizados principalmente para transmitir a força necessária para a movimentação das máquinas. No entanto, suas funções não acabam por aí.

Além de fazer com que os movimentos das peças sejam executados com mais força, aplicando uma relação física de pressão e vazão estabelecida pela Lei de Pascal, ele também serve como lubrificante e meio para troca de calor. Em outro texto inteiramente dedicado aos tipos de óleos lubrificantes, nós já falamos sobre como o fluído hidráulico também é utilizado com o objetivo de lubrificar peças. Você pode ler o material clicando aqui.

Essas duas funções do fluído hidráulico industrial fazem com que ele, além de melhorar os movimentos das peças, aumente o tempo de vida útil das mesmas — sendo essencial para garantir a eficiência e a durabilidade do processo industrial como um todo.

Quais são suas propriedades?

As propriedades do fluído hidráulico são similares às de outros óleos industriais. Assim como os outros, eles são compostos por uma mistura de um óleo básico com aditivos, sendo que o óleo básico pode corresponder a até 99% da mistura.

São os aditivos, porém, que proporcionam as características necessárias para que o fluído seja capaz de transmitir força entre as peças sem que nada seja danificado.

Afinal de contas, sistemas hidráulicos que não utilizam este óleo estão suscetíveis a diversos problemas, como vazamento, travamento, contaminações, instabilidade térmica e várias outras situações que podem reduzir drasticamente a vida útil do equipamento.

Existem tipos diferentes?

Como existem tipos distintos de óleos básicos, que servem como base para esses fluídos, os óleos hidráulicos também variam entre si. O mais utilizado em nosso mercado é o fluído hidráulico mineral, feito a partir da extração de elementos do petróleo. Além disso, os aditivos usados no produto mais comum por aqui têm as finalidades de conferir resistência à oxidação, ação antidesgaste, inibição de ferrugem e lubrificação.

Os outros tipos são os sintéticos e semi-sintéticos, produzidos inteiramente em laboratórios, mais caros e com uma performance superior.

Por fim, outro fator importante que altera as características de um óleo hidráulico é o tipo de aditivo usado. Além dos que já citamos, outros comuns no mercado são de extrema pressão, de estabilidade térmica, melhoradores do índice de viscosidade, detergentes, antiespumantes, entre outros. O aditivo utilizado na fabricação define a finalidade do fluído hidráulico produzido.

E você, já sabia dessas informações a respeito dos óleos hidráulicos? Fazia ideia de que, mais do que transferir força, eles também são usados como lubrificantes? Caso tenha gostado do texto e queira receber mais, siga a Filtroil no Facebook e no Instagram!

Fale com um Especialista

Tire todas as suas dúvidas falando com nossos especialistas, estamos preparados e prontos para falar com você.

Grupo Filtroil - 2022 © Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por WEBi