Blog

Você já ouviu falar em logística reversa?

Você já ouviu falar em logística reversa?

Com o crescimento da população urbana que pode ser observado ano a ano, cresce também a quantidade de lixo produzido nas cidades. Como o consumo de produtos e a geração de lixo estão ligados diretamente à ação humana, mais gente significa mais lixo. Em meio a esse cenário, o conceito de logística reversa se mostra mais importante do que nunca.

E você, já ouviu falar em logística reversa? Sabe o que este termo significa? Neste texto, a Filtroil fala sobre tudo que você precisa saber. Explicamos o que é a Política Nacional de Resíduos Sólidos, lei que define a logística reversa, falamos um pouco mais sobre o conceito e ainda mostramos como este tipo de logística pode ser aplicado na sua empresa.

Continue a leitura e entenda!

O que é logística reversa

Antes da logística reversa em si, é necessário, como citamos na introdução, definir a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Esta lei, instituída em 2010, obriga empresas a retornarem e aceitarem o retorno de materiais produzidos por elas que foram descartados, o que tem tudo a ver com a logística reversa.

O objetivo dessas ações, tanto a PNRS quanto essa logística, é ajudar na preservação do meio ambiente e na qualidade de vida de quem mora nos grandes centros urbanos. A própria Política Nacional de Resíduos Sólidos, inclusive, define o conceito de logística reversa. De acordo com a lei, essa logística é um:

Instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada”.

Simplificando, a logística reversa é o nome dado à ação de recolher produtos já usados e que não podem ser descartados na natureza, por apresentarem perigos tanto às pessoas quanto ao meio ambiente. Essa medida é uma obrigação de todos: fabricantes, comerciantes e distribuidores.

Ela leva este nome por um motivo específico. Enquanto a logística convencional é usada para melhorar os processos de produção e entrega, a logística reversa visa o recolhimento destes produtos já utilizados.

Como ela pode ser aplicada

Existem algumas medidas que podem ajudar empresas diversas na aplicação da logística reversa. Uma delas é a comunicação com os consumidores, visto que eles são parte fundamental do processo. Ao investir em comunicações com a população, as empresas podem criar campanhas de coleta e adotar a logística reversa com maior facilidade.

Algumas soluções possíveis são investir em peças educativas nos pontos de venda, instruir os vendedores para que eles incentivem o consumidor final, comunicar-se com os consumidores finais por diferentes meios e instituir pontos únicos de coleta.

Outro motivo que faz com que muitas empresas não se sintam encorajadas a atuar com a logística reversa é o esforço necessário para estabelecer uma rota de recolhimento. Felizmente, existem empresas que podem ajudar com isso — como é o caso da Filtroil.

Um de nossos serviços é a coleta e destinação de resíduos industriais, fazendo o trabalho por você e garantindo que sua empresa esteja de acordo com as normas estabelecidas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos. Para saber mais, entre em contato.

Por fim, caso tenha gostado do texto e queira continuar recebendo conteúdo, siga a Filtroil no Facebook e no Instagram!

Fale com um Especialista

Tire todas as suas dúvidas falando com nossos especialistas, estamos preparados e prontos para falar com você.

Grupo Filtroil - 2022 © Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por WEBi