Blog

Reciclar x Reutilizar: qual é a diferença?

Reciclar x Reutilizar: qual é a diferença?

Considerando um contexto em que os cuidados ambientais são mais importantes do que nunca, reaproveitar materiais pode fazer uma enorme diferença — especialmente se estivermos falando de empresas que utilizam materiais diversos em larga escala. Por outro lado, quando entramos neste assunto, há toda uma infinidade de termos, como são os casos de reciclar e reutilizar, e eles podem causar certa confusão.

Isso porque é comum que pessoas achem que essas palavras são sinônimas, quando, na verdade, elas têm diferenças fundamentais entre si. Se você, como pessoa ou como empresa, quer cumprir o seu papel na preservação do meio ambiente, é fundamental que entenda essas distinções para colocar ambos os conceitos em prática.

E foi pensando nisso que a Filtroil preparou este texto. Na sequência, nós explicamos as diferenças entre reciclar e reutilizar e, por fim, ainda mostramos por que ambos são importantes e devem ser praticados.

Continue a leitura e entenda!

Diferenças entre reciclar e reutilizar

Ao analisar com um pouco de calma as palavras, podemos entender com certa facilidade a diferença entre reciclar e reutilizar. “Re-ciclar” é inserir o material em um novo ciclo de produção. Na prática, é reprocessá-lo para que ele seja transformado em algo completamente novo.

Um exemplo clássico de reciclagem é a transformação de pneus usados em composto para a produção de asfalto. Além disso, a compostagem de resíduos orgânicos, como sobras de frutas, também é um ótimo exemplo.

Reutilizar, por sua vez, acaba sendo um processo mais fácil — podendo ser feito diretamente pela empresa, sem que o material entre em um novo ciclo. O material é o mesmo; ele apenas muda de função, podendo ser utilizado em outro contexto. A reutilização é importantíssima para reduzir o desperdício.

Como seus exemplos mostram, a reutilização pode ser posta em prática com bastante facilidade. Papéis usados se tornando blocos de rascunho e garrafas sendo usadas como objetos de decoração são ótimos exemplos de como materiais podem ser reutilizados por qualquer um.

Além disso, a recuperação de óleos, serviço da Filtroil, também promove a reutilização. Quando um determinado fluido já não está mais cumprindo sua função corretamente, nós utilizamos métodos laboratoriais para recuperá-lo e, assim, você pode utilizá-lo novamente na mesma máquina — com as mesmas características de um óleo novo.

Por que ambos são importantes e devem ser praticados?

Independente de qual método é praticado, o reaproveitamento de materiais deve ser prática comum a todas as empresas do mundo. Afinal, tanto reciclar quanto reutilizar não apenas colaboram com a preservação do meio ambiente, como também facilitam a gestão de resíduos da empresa.

Tudo isso faz com que o desperdício de materiais seja combatido, reduzindo a necessidade de explorar recursos naturais. Além disso, todo este ciclo de reaproveitamento ainda diminui o consumo de energia elétrica que seria utilizada nos processos de produção.

Fica claro, por fim, que, independente das diferenças, tanto reciclar quanto reutilizar deve fazer parte das rotinas de pessoas, empresas e indústrias. Se cada um fizer a sua parte, juntos podemos garantir um futuro sustentável para todos.

E você, já tinha parado para pensar nas diferenças entre esses conceitos tão difundidos? O que achou das informações que trouxemos neste texto? Caso tenha gostado, e queira receber mais conteúdo, é só seguir a Filtroil nas redes sociais! Você pode nos encontrar no Facebook e no Instagram!

Fale com um Especialista

Tire todas as suas dúvidas falando com nossos especialistas, estamos preparados e prontos para falar com você.

Grupo Filtroil - 2022 © Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por WEBi